5 regras para implantar na sua república estudantil

13/04/2012 12:16

Convivência em grupo não é uma tarefa fácil para boa parte dos jovens. Conflitos acontecem até mesmo em casa, um teto compartilhado desde a infância com pais e irmãos. Já imaginou morar com desconhecidos e ter que manter a harmonia no ambiente? Essa é uma das condições para se morar em repúblicas estudantis. E para manter o "tempo aberto" as regras de convivências são essenciais.

 

Por isso, ao sair de casa para estudar e morar em outra cidade tenha uma certeza: você vai conviver com pessoas de personalidades completamente diferentes. Na república, enquanto uns são organizados, outros preferem a bagunça. “São estilos de vidas diferentes, por isso ter regras claras do que pode e do que não pode fazer é muito importante. É a melhor maneira de evitar dor de cabeça”, diz o estudante de Engenharia da Produção da UFABC (Universidade Federal do ABC) Caio Santos. Ele divide uma casa com quatro estudantes há dois anos.

Veja a seguir quais são as cinco principais regras que devem ser implantadas numa república:

1 - Gastos
Colocar a mão no bolso é sempre uma tarefa dolorosa e pode ser motivo de discussão entre os estudantes. Por isso, é importante estabelecer planilhas de gastos coletivos. Aluguel, condomínio, luz, telefone, Internet, TV a cabo, alimentação, todas as contas da casa devem ser reunidas e divididas igualmente entre o grupo. Tão importante quanto isto é estabelecer que todos façam o pagamento em dia. Uma dica é cobrar os valores com alguns dias de antecedência do vencimento para evitar o esquecimento. A regra sendo rígida e seguida a risca evita o problema de desembolsar mais dinheiro do que o previsto para completar a parte que o colega de casa “esqueceu”.

2 - Limpeza
Cozinha, banheiro, quintal e sala são áreas comuns numa república, ou seja, o uso é livre e coletivo. Desta maneira, merecem ser cuidadas por todos os moradores da casa para não acumular sujeira. Mesmo que não seja uma tarefa das mais prazerosas, é importante fazê-la. Para isso, pode ser criado um plano de atividades semanal em que o trabalho é dividido: varrer, passar pano úmido, tirar o pó, lavar. Feita a faxina da semana, nos outros dias é só manter limpo com a ajuda de cada um. “Não pode deixar copos e pratos sujos espalhados pela casa, farelos no chão e não se esquecer de tirar o lixo da cozinha e do banheiro.”

3 - Lei do silêncio
Estabeleça horário para reduzir o volume do som e da conversa dentro da casa, pois algum morador pode precisar acordar cedo para estudar ou mesmo passar uma parte do tempo em cima dos livros, especialmente em época de provas.

4 - Bom senso
Bom senso deve guiar a convivência em grupo, sendo válido para a convivência e para o uso de materiais da casa. Sendo assim, trate seu colega como gostaria de ser tratado: seja educado, converse para solucionar um problema. Não parta para a briga ou tente enganá-lo. Outra situação que deve ser observada nas regras é quanto ao uso dos equipamentos da casa - fogão, geladeira, televisão, micro-ondas. Tudo precisa ser de forma responsável para não quebrar e deixar o colega “na mão”.

5 - Organização
Tirou do lugar? Coloque de volta. Essa é uma boa maneira para entender a regra da organização. Isso vale não só para os utensílios de uso comum, como pratos e copos, mas também para roupas e sapatos. Só assim a organização da república será mantida e não será encontrado um tênis na cozinha ou uma meia na sala.

Voltar