4 perguntas chave em uma entrevista de emprego

19/04/2012 14:44

Uma entrevista de emprego bem feita deve ser mais parecida como uma conversa. Infelizmente, grande parte dos recrutadores não sabe ou não consegue chegar a esse objetivo e acaba fazendo um interrogatório sobre assuntos que nem sempre são relevantes. Para que você saiba se virar em qualquer um dos casos, é importante saber responder a essas quatro perguntas.

 

1) “Me conte sobre a última vez que um cliente ou colega ficou irritado com você”

Com essa pergunta o entrevistador deseja conhecer suas habilidades interpessoais e capacidade de lidar com conflitos. Ele quer saber por que a pessoa ficou alterada, qual foi sua reação e as consequências da situação em médio e longo prazo. Você deve se focar em como a situação foi resolvida e qual foi a sua reação. Em hipótese alguma tente colocar a culpa em outras pessoas, o entrevistador não quer saber sua opinião sobre o caráter de seus ex-colegas, ele quer conhecer o seu.

 

2) “Conte-me sobre a decisão mais difícil que você teve que tomar nos últimos seis meses”

O recrutador não vai, necessariamente, fazer exatamente essa pergunta, mas algo similar pode aparecer durante a entrevista. Esse questionamento procura avaliar sua capacidade de raciocínio, habilidade na solução de problemas e em fazer julgamentos, e até mesmo a capacidade de assumir possíveis riscos. É claro que sua resposta não deve ser sobre uma decisão pessoal, afinal você estará lá para ser avaliado profissionalmente. Saiba identificar alguma decisão bem sucedida e explique-a para o recrutador. Não fique sem responder ou sem alternativas para oferecer a ele. Dizer que não tomou nenhuma decisão difícil nos últimos tempos é um péssimo sinal e pode comprometer você.

 

3) “Você já teve que fazer algo que não concordava, mesmo sabendo que sua opinião ou sugestão era melhor?”

Essa pergunta procura analisar sua capacidade de seguir e possivelmente de liderar. Caso isso não tenha acontecido, seja since ro. Se você já passou por essa situação e ela foi positiva, então conte ao avaliador o que aconteceu, mostrando que, mesmo sem concordar, você cumpriu suas obrigações e se manteve motivado.

 

4) “Qual foi a última vez que seu expediente acabou e você ainda não havia terminado seu trabalho?”

Com esse questionamento, você é avaliado em seu comprometimento, capacidade de estabelecer prioridades e de comunicar-se de forma efetiva. Há inúmeras possibilidades de resposta para essa questão, e dependerá muito mais da disposição do seu recrutador do que de suas experiências anteriores para responder a correta. Para não errar, dê uma resposta equilibrada. Não diga que nunca fez isso ou que, “seu horário de saída é seu limite e é seu chefe que deve passar menos tarefas”. Evite também exagerar no tempo, dizendo que já ficou duas, até mesmo três horas a mais. Você deve explicar a necessidade e por qual motivo prolongou sua jornada de trabalho.

 

Voltar